Tartarugas Mutantes Rednecks Cantantes Régis Y.

Duas pequenas estórias com duas pequenas tartarugas prá nos mostrar que babylon system is the vampire !

Hoje, dia 06/02, aniversário de Robert Nesta “Bob” Marley.

Aonde contamos a Lenda de duas Tartarugas muito parecidas, que mostraram para o mundo que é preciso coragem para viver nesse sistema cheio de dores. E que quem canta seus inimigos espanta.

Aonde também apresentamos os verdadeiros caçadores de vampiros, destruidores de toda a raíz do mau, do capitalismo que oprime, do egoísmo que deforma os seres vivos,  os transforma em criaturas disformes, desossados, sem espinha, buscando nos ensinamentos milenares africanos, asiáticos, das florestas e dos seres iluminados.

A solução pro sistema que oprime.

Money is the root of all evil.

Entre, vem correndo para mim
Meu princípio já chegou ao fim
E o que me resta agora é o seu amor
Traga a sua bola de cristal
E aquele incenso do Nepal
Que você transou num camelô

E me empresta o seu colar
Que um dia eu fui buscar
Na tumba de um sábio faraó

(Raul Seixas – As Minas do Rei Salomão)

tumblr_lr2mdflaKC1qkz6nso1_500

A Lenda da Tartaruga Cantante

“Naquele tempo, uma tartaruga podia ser uma rainha mágica, e a xícara em suas costas podia ser um vasto reino.” 

(Fábulas-O jogo do destino)

ab78ae721c106eecc4af8b43b2a5be05       3578235079_a97a236578_b

Eu sou o Doutor Voodoo, o atirador de Deus, quando eu rujo a Terra estremece !”

Uma vez que você escolheu seguir a trilha de tijolos amarelos da prática do Vodoo, é aconselhável manter um certo ar de privacidade. Tente não ficar por aí de (Blabbermouth) Boca Aberta, Boca Solta, Falador, Falastrão, Fofoqueiro, chorão, gritalhão, fifi mexeriqueira, língua de sogra, ajuda sacerdote, ou seja como já diria Mussum e os Originais:

Falador passa mal, rapaz !

Não há mau algum em ser comunicativo, especialmente se você naturalmente faz parte de um bando, uma crew, uma matilha,  mas é sempre bom checar sua língua quando falamos de coisas profundas e ocultas. Não é todo mundo que respeita os caminhos do Voodooísmo, então quanto menos outros souberem sobre suas crenças e práticas, melhor.

“Tu, porém, quando deres uma esmola ou ajuda, não deixes tua mão esquerda saber o que faz a direita.” Mateus 6:3

Earl Marlowe uma vez me contou uma fábula relevante sobre esse tema. Ele tinha ouvido isso muitos anos atrás na Lousiana, mas as raízes dessa estória, ele me assegurou, vinham da África. Estávamos sentados num banco observando as águas rolarem no Rio Lea no Leste de Londres, Earl carburava uma bagana das gordas, e no seu profundo sotaque caribenho tingido procedia a me contar a Lenda da Tartaruga Cantante.

“Tingindo, tingindo e a natureza sorrindo.” (Cartola-Alvorada)

‘Um dia, enquanto eu pescava’, um garoto viu uma tartaruga se arrastejano (foi assim que ele disse) prá cima de um tronco no rio. A danada tinha um banjo, e ela ficou ali sentada palhetando uma melodia naquele instrumento e cantava que era uma beleza, uma melodia cheia de alma. O menino correu prá casa prá contar pro pai dele, que deu logo uma esculhambada no menino por ficar contando mentiras. Finalmente, o menino convenceu o pai a ir lá e ver a tartaruga tocando o banjo e cantando. Quando eles chegaro, a tartaruga não estava mais lá, e o pai já se preparou prá carcá o menino por ser mentiroso. Mas então, quando que do nada, eles escutaram uma música e viram a tartaruga palhetando um riff no banjo e cantava essa letra:

“-Viva em paz. Não conte tudo que você vê”

FIM

“Se você quer aprender como tocar qualquer coisa que você queira tocar e aprender como fazer suas próprias canções, você pega sua guitarra e você vai aonde . . .  aonde a encruzilhada está . . . Um Negão enorme virá na sua direção e lá ele pegará sua guitarra, e ele fará os tons certinhos prá você . . .”

Tommy Johnson (1896-1956)

Tudo pode ser conjurado

e nada pode ser conjurado. . .

– Zora Neale Hurston, Mules and Men, 1935

A Lenda da Tartaruga Cantante foi retirada e traduzida por Régis Y. do livro de Voodoo do Dr. Snake.

Aquele mesmo que aparece no Coragem, o Cão Covarde.

Bayouhqdefault

Doktor Snake

The Name with No Man

Aproveitando colocarei outra estória de uma tartaruga também cantante, que ocorrera em outra parte do hemisfério, no Japão.

Untitled

A Lenda da Tartaruga Cantante do Japão

Na terra do Sol nascente, viviam dois irmãos. Um era muito trabalhador e o outro um preguiçoso. O menino trabalhador se preocupava muito com sua mãe doente, e fazia jantar à ela mesmo depois de um dia longo de trabalho nos campos de arroz.

Por outro lado, o irmão preguiçoso nunca estava satisfeito com nada e vivia reclamando. Não importava o quão duro seu irmão trabalhasse, a família nunca tinha dinheiro, porque o preguiçoso sempre gastava tudo.

Um dia o irmão trabalhador disse à sua mamãe :” – Vou  para a cidade para  vender essa madeira, quando eu voltar prepararei o jantar.”

O irmão preguiçoso somente bocejou e ficou deitado na cama. A mãe deles disse: “-Não trabalhe muito, meu filho.”

O irmão trabalhador foi para cidade e ficou lá o dia inteiro. Infelizmente, ele não conseguiu vender nem um só pauzinho de madeira sequer. Desolado, ele começou sua volta pra casa através da floresta. Ele sentou-se na frente de uma árvore perto de um lago onde ele frequentemente comia seu bentô (lancheira de almoço japones).

Ele começou a chorar. “Eu não vendi nem mesmo um pauzinho de madeira sequer ! Minha família não vai ter jantar hoje à noite.”

De repente, ele ouviu uma voz: “-Por que você está chorando?”

O jovem olhou em volta e não viu ninguém. A voz falou de novo: “-Seu nariz está escorrendo. Melhor você assoá-lo.”

Surpreso, o jovem olhou em volta de novo: “-Quem está falando?”ele perguntou.

“Eu estou,”disse a voz. “Olha prá baixo.”

O Rapaz olhou para baixo e viu uma tartaruguinha. Ele enxugou suas lágrimas e assoou seu nariz na sua manga. “Eu não sabia que tartarugas podiam falar!”ele disse, surpreso.

A tartaruga respondeu, “Não só posso falar, mas posso cantar também! Mas de qualquer forma, por que você estava chorando?”

O jovem respondeu a tartaruga sua estória. Quando ele terminou, a tartaruga lhe disse, “Já que você sempre me alimentava quando passava por aqui, é minha vez de alimentá-lo.”

O irmão disse, “Calma lá, eu não quero comer você ! Além disso, eu nunca te alimentei antes.

A tartaruga riu. “Não seu bobo! Não é isso que eu quiz dizer. Eu cantarei para você, se você me levar na cidade. As pessoas pagarão quando me ouvirem cantar. Você pode ficar com o dinheiro. É um dom que eu tenho, e você tem deixado cair migalhas, sobras e torrões sempre que você se senta para comer aqui.”

O jovem concordou com a tartaruga e a levou para a cidade. A tartaruga estava certa. Apesar dela não cantar muito bem, as pessoas largavam muitas moedas na cesta só para ouví-la cantar pois isso causava estranhamento e espanto em todos que a viam e a ouviam.

Quando o jovem retornou para casa, ele apresentou a tartaruga à sua mãe e contou a estória toda. Ela disse, “Você é uma tartaruga muito boa! Obrigada pela sua gentileza!”

No dia seguinte, o irmão trabalhador estava dando um banho na tartaruga. O irmão preguiçoso veio e lhe disse, “Me dá essa tartaruga. Eu consigo trazer dinheiro prá casa que nem você” Ele arrancou a tartaruga de seu irmão e correu para a cidade.

Quando as pessoas da cidade se juntaram ao redor deles, o irmão preguiçoso bradou que sua tartaruga podia cantar. As pessoas da cidade jogaram moedas na cesta e esperaram pela canção dessa tartaruga cantante. Mas a tartaruga não abriu a boca. Ela se recusou a cantar, permaneceu em silêncio total.

O irmão preguiçoso começou a gritar, “Canta, tartaruga canta !”Mas ainda assim, nada, a tartaruga ficou quieta e recuou para dentro de seu casco. As pessoas da cidade começaram a gritar, “Devolva nosso dinheiro. É só uma tartaruga normal. Você nos enganou !”Eles estavam tão bravos que começaram a persegui-lo e a chutá-lo para fora da cidade.

A tartaruga andou até a casa da família. A mãe e o irmão trabalhador ficaram tão aliviados de rever a tartaruga. A tartaruga contou-lhes a estória. A Mãe sábiamente disse, “Como a cobiça e a preguiça afugentam a bondade, a bondade também afugenta a preguiça e a cobiça.”

A mãe e o irmão trabalhador convidaram a tartaruga para morar com eles e desse dia em diante a tartaruga cantou para alegrar o resto de suas vidas. Eles sempre tiveram o suficiente para comer e suas vidas se encheram de alegrias e melodias.

A Lenda da Tartaruga Cantante do Japão foi retirada e traduzida por Régis Y. do livro Kamishibai Story Theater: The Art of Picture Telling by
Dianne de Las Casas

Eu não preciso que me paguem pau
Não preciso das presenças que me fazem mal
Necessito da verdadeira vibração real
Do aplauso que é sincero e natural
Vivo da conversa do fundo do meu quintal
Sigo a estratégia do plano espiritual
Ouço as mensagens do profeta original
Sem malevolência turbulência infernal

Nem vem que tem, não preciso invejar ninguém
No clima to zen tá legal tô também
Na conversa de bar já não sei quem é quem
Do amigo ao inimigo tudo tem
A maldade canta como se fizesse bem
Irmãos escravizados que a cachaça faz refém
Irmãos acorrentados nessa vida sem vintém
No clima nosferato dessa terra de ninguém

BOOYAKASHA

Pela Catchphrase de Michelangelo, de Cowabunga à Booyakasha, de acordo com Greg Cipes o dublador atual do Mikey na série de 2012,  booyakasha significa “A Maior das Glórias e Amor Neste Exato Momento” “High Glory and love to the very moment.” Mas Booyakasha é também o ataque e a defesa, o olá e o adeus, a saudação, a exclamação, a consolação, quando alguém foi pregado, canelado, chutado, mentalmente perturbado, petelecado, um hulk smasga verbal, como explica Ali G, personagem de Sacha Baron Cohen: “-Hear me now, bo, selecta, swallow back, holler, big up ya self, everything that I in, coming at ya like Cleopatra, come in a couple of bars, recognize, represent, keep it real, you gotta check ya self before ya wreck ya self, swallow back…oh yeah, and hello” 

Associei estas tartarugas cantantes a Michelangelo das Tartarugas Ninjas, que assim como ele, elas são feitas de alegria, de irmandade e amizade .

Michelangelo é a floresta, que sempre tem festa, sempre algo acontece na floresta, como as tartarugas cantantes e falantes, em total harmonia, e devido a essa harmonia ela se torna silenciosa quando você se torna um com ela, I and I.

COWABUNGA.

SurfinHonu

“Be as silent as the forest”

hayashi – “Woods”

BOOYAKASHA

tmnt-michelangelo-final-main

 

Mikey Dude ma Dawg carrega o nunchakuヌンチャク ) uma arma pra movimentos rápidos e loucos como ele próprio, escondido na penumbra das florestas. Feito de madeira e correntes, fluído e leve, como pegar um tubo surfando no mar, de um lado água do outro o Sol iluminando e queimando a vida, o surf e o nunchaku promovem a postura. Bones and stones can’t stop yo dawg.

Quem sabe o que será do futuro, é incerto. Eu só vou.

Quem sabe? Who knows?

Eu só vou aonde o vento tende a soprar.

Mando amor prá o meus manos e inimigos

E eu suponho que tô agradecido

Relaxando nas Índias Ocidentais. Chilling brow.

Jah provê tudo que desejo e necessito.

Eu tenho o nascer do sol, os rios, árvores e as ervas verdes.

Check it: Ver também o imortal Bruce Lee que utiliza o nunchaku nos filmes : Fists of Fury, Game of Death, way of the Dragon, e Enter the Dragon.

Uma resposta to “Tartarugas Mutantes Rednecks Cantantes Régis Y.”

  1. […] trocando dados & combatendo a escória « Tartarugas Mutantes Rednecks Cantantes Régis Y. […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: