HOMO BABILONICUS by Tibs.A.Breu & Prof.RégizY.

PROFECIAS DO APOCALIPSE

Profecias do Presidente Presente do futuro, os últimos passos dos seres humanos, caminhando rumo ao apocalipse. O triunfo da vontade de uma nação de involuir. Joga fora no lixo.

Sem título_thumb[8]

CartumEvoluçãoPoluição

mano só dizendo q se vc fizer mesmo o post no nms dos babilon.. cola pur favor o album do imorrível.. (ele cita os vamps na última musica) disco sensacional!!! mto foda!!

Untitled  aí vai…

HOMO BABILONICUS
Ser um homem da Babilônia é confundir-se com qualquer homem na Babilônia. É flagrar-se exclamando pra si mesmo incrédulo “QUE DIABOS ISSO QUER DIZER?!” várias vezes por dia/mês/ano.
É dizer “NADA A VER” praquilo que causa dúvida ou espanto e bradar eficientemente “mm-hum” pra um monte de coisas que acha NADA A VER.
É submeter-se a poderes invisíveis e andar sempre com medo. É falar sem entender. É aceitar sem gostar. É ferir sem sofrer e foder sem amar. Um compromisso concreto e material com O NADA. Celebrar sua ignorância. Aplaudir a desgraça. Acha que sabe, mas só repete as manchetes e propaga boatos. Um desespero discreto por qualquer certeza, sentimento oculto mas perceptível. Muita fé, nenhuma garantia. Jamais permitir que a depressão o torne contraproducente. O homo Babilonicus não para. Empilha tijolo sobre tijolo. Põe pedra sobre pedra. Empareda as ideias vivas num constructo-prisão. Põe a natureza em cárcere privado. Faz do planeta cativeiro das águas, minerais, fauna e flora. A torre, o projeto civilizatório, a grande torre de vigilância, de onde, do alto, o trabalhador babilônico vigia e expia, sem entender porra nenhuma do que tudo o mais quer dizer. Não importa. O sentido, o significado, a significância. Nada disso importa. O que importa é o trabalho, a ilusão de mais empregos, a fé de que isso é bom. O que importa é dinheiro. Não muito [não, as fortunas, essas são doadas em sacrifício & oferenda para os arquitetos da Babilônia], o que importa é algum dinheiro. Só o necessário pra seguir escravo da própria mediocridade.

O JARDIM DAS BESTÍCIAS

voltamos a nos reunir no qg secreto comunista da nossa Liga da Bestiça, comendo pão com mortadela, e nossas camisas vermelhas que não lavamos a dias, na cabiceira estava o livrão vermelho do Mao Tse tung, e o pôster do jovem Marx anunciava a volta dos que não foram no fórum, que comece o bestiário do mimimi minimim mimimesmo

13179052_10208561778298422_6306693962854762119_n13179109_10208561781298497_2713667789614773620_n
– O que importa é os inimigos derrotados! – bradará o homo Babilonicus mais exaltado. Mas entre os seus ele também não entende a guerra. No vai-e-vem das ideologias ele se perde nas ilusões projetadas acerca de quem é aliado ou ameaça. Então traduz pra si do jeito mais fácil o inimigo como “mais fraco”. E o que importa, fora o trabalho e o dinheiro, é ver o mais fraco subjugado. Execrado. Humilhado. É poder dizer “foda-se” imaginando tantas outras vezes em que alguém lhe disse algo noutra língua estranha que provavelmente quis dizer o mesmo. É contentar-se com dar o troco indiretamente. É terceirizar algo tão íntimo e pessoal como o ressentimento, o rancor e a vingança. É afeiçoar-se à própria amargura.

13178906_10208561899301447_6444938955898511459_n repeat repeat repeat………

PAÍS BUNDA
Ser um homem da Babilônia não é só não entender ninguém. É abraçar o não entendimento, suas qualidades técnicas e suas vantagens metodológicas. É preferir não saber. É querer não entender. Bem vindos ao país Bunda visitantes de outro planeta. O informante do espaço, o espião dos americanos, o visitante tomador de formas, enganador de trouxas, trouxas no sentido Harry Potter.

13230085_613793975440361_6035358230808902738_n

IMG_1154

Como naquele filme de John Carpenter, The Thing (1985), O enigma de outro Mundo, a Coisa de outro mundo, Kurt Russell diz:”-Alguém aqui não é o que diz ser”, repete brilhantemente em Hateful Eight(2016) de Tarantino, alguém aqui faz parte de um esquema cósmico de possessão alienígena, demoníaca, vampirica, sugadora de energia e mudadora de forma, o sussurrante da escuridão que escraviza com a mente os mais fracos, Cytorakk o inparável, que veio do espaço inferno dimensional, a palavra Stephen e Strange se veem presente neste conto de Lovecraft – A cor que caiu do Espaço, aerolitos como aqueles do Chapolim – Hey can you think of a colour that you’ve never seen? Can you reminisce on places you’ve never been? – Nas & Damian Marley – In His Own Words

O homem da babilônia não tem irmãos, só sócios & concorrentes. Não precisa se esforçar pra enganar, o próprio ambiente – A Babilônia – faz isso por ele. Basta que não se esforce pra impedir. Basta não se importar.
O homem da Babilônia está conformado, pronto pra aceitar o pior. O homem da Babilônia está confiante, acredita que há um algo melhor, a ser construído. Melhor que a vida ao redor, em todo seu esplendor. O homem da Babilônia aposta a sua e todas as vidas na Grande Empreitada. A Empresa. A negação suprema do ócio. Só que todos os negócios estão ligados à mesma obra, a construção da torre. Civilização, sociedade, conjuntura política, realidade… tem muitos nomes nossa Babel.
& nela é proibido a verdade.
go&tiA Breu em 11/5/2016

Pare Pense Porque, volta ao brasil com P

As bestas anfíbicas que agora governam, sussurram vozes de conquista, como nessa que o Temer mudou de voz, uma possessão que agora assustadoramente vem nos assombrar. Todos calados. “A selvagem e solitária região, misteriosamente inclinando-se por detrás da casa, as pegadas na estrada, o nojo, destes sussurros imóveis no escuro, os cilindros e máquinas infernais, e acima de todos os convites para estranhas cirurgias e suspeitas viagens para longe – essas coisas, todas tão novas e decorrente sucessão, me aceleraram a mente me concedendo um poder que culminou em uma força física descomunal.”(H.P. Lovecraft – Whisperer in Darkness – pg.256)

eles dizem que não valemos nem um caralho, esses contra a corrupção batendo panelas, creem que peleam pela patria, vcs nao lutam nem pela sua mãe.

“VOCÊ VIVERÁ PARA VER O HOMEM CRIAR HORRORES PARA ALÉM DE SUA COMPREENSÃO” TESLA

1925349_420760621392789_1824250940_n

Onde se destrói o mundo em que vivo
aí estou.
Onde há destruição, aí se define meu caminho.
Onde os deuses se desmoronam é que apareço
sem rosto
atrás de suas formas feitas de noite e de medo.
Onde se morre, onde se nasce.
Onde se morre é que renasço. (MOACYR FELIX, 1964, p. 39).

Tibs e Régis de volta nárea a dupla mais dinâmica anti babilônica que Bacamarte e Chumbinho…

Bacamarte e chumbinho 11 copy

O calor da Brasília, o calor da abraguilha, na navalha, na agulha, da água, da águia, Abismu, Abismundo, Abismudo. Dentro do Abismo do mundo, eles vivem, estes seres sem espinha, querem te amar, amar na marra, amarra, armar o amar, quando rolava um Diabólico e Sinistro na Cartoon Network crianças aprendem q seria preciso levar o conceito badass de sobrevivência política pra outro nível. Subjugar a família, subjugar a morte, subjugar a própria inteligência reconhecendo q empirismo e ciência é pouco mais q comer a própria meleca só pra ver q gosto tem

diabolico1

BACK TO THE 90s

fechai os olhos tragai a cura mudante mutante eu vou sabotar você vai se amarrar, sabotai e amarrai, pq eu to escrevendo assim…ai.. “Você sabia que Eistein está errado, e que certos objetos e forças podem se mover com uma velocidade maior do que a da luz” (H.P. Lovecraft – Whisperer in Darkness-pg.248)

X-Men-Extra-47Astonishing-X-Men-2

Mais uma vez te confundindo pra poder te explicar, o que que há velhinhos com mais de 70 anos ? Novo governo de velhos caducos de volta para os anos 90, back to the 90s, Biff Turner Temer assumiu o controle do país. “O quê adianta construir a ponte do futuro com tijolos do passado?” Poeta Sergio Vaz

13220991_1072044486167568_864108879199942621_n

Se preparando para voltar aos anos 90 com o novo Presidio presidente conhaque ugly kid joe mtv cerveja no posto fumar desesperadamente twin peaks cartuns psicoticodelicos baseado ruim inflação tabelinha de preços street fighter desemprego poster dos xmen da fase jim lee na parede ioio da coca cola discman no bolso da calça arquivo X é o tchan não é a mamãe roubadinha de queijo no mercado trombadinha trombadão independence day .cafetina cafetão… será q todos os sobreviventes do grunje tão fadados a fazer uma permanente cara de cú?

giphy

“Ninfetas fazendo sexo

os estudantes tao no congresso

kafka fez o processo

marx o manifesto

a tela do apple quebrou no boteco

o leite da vaca pingou no seu teco”- Ninfetas (Bode e Buda)

Gasolina, garrafa, pedaço de pano
A arma do povo contra o estado é o próprio povo
Um novo homem, nova sociedade baseada em liberdade

https://kataklysma.noblogs.org/?p=3774

Capa-Veja-Collor-size-620

Só uma co-incidência o novo filme dos X-Men serem com os Cavaleiros do Apocalipse nos anos 90 ( Sarney, Collor, Franco e Cardoso) ou mais ainda passarmos pela onda maniqueísta NÃO VAI TER GOLPE vs FORA DILMA com posteres do Capitão América: Guerra Civil ilustrando todo o cenário: DE QUE LADO VOCÊ ESTÁ? (ora, não me venha com essa!)

aqiehmacunaimaporravictor.moura

cavaleiros-do-apocalipse

“Aquela Sensação Aquela nostalgia” – SOM(Giraffha King e Professor Régis)

de ser assaltado na rua, me senti hoje como se alguém fosse me roubar por nada, mas ao mesmo tempo senti vontade de roubar um azeite de uma mesa, pelo simples, “por favor só não quero ter de voltar a morar com meus pais” a culpa é de quem se deputados cheiram bebem matam roubam e não vão para a prisão, é vocês tão certinhos…a culpa é do povo mesmo o triunfo super trunfo da nação, supremacia da vontade, todos calados.

Antigamente com 2 reais eu ia no mercado e comprava 5 pirulitos , 3 doritos , 2 batatas , 5 biscoitos e 3 garrafas de coca cola.
Hoje em dia…
Eles botaram câmera…

e aí seus pais entram no seu quarto, imagina essa, tá loko truta…

IMG_1133trashmagick

de volta aos 90 fiz umas rimas assim(PRFSSOR-RGIZY):

“Qc tá pensando não pode

Ve se não me fode

Dando Role de Escort

Trovao Azul nos Corte

Apreende o Passaport

Sansão que era Forte

Cos cabelo Dreadlocke

peço mais uma dose

Cachaça lá do norte

Mesmo que falte sorte

e que aborte a Dona Morte

Mesmo que se suporte

Com porte de Teletransporte

E arrombam o caixa forte

um chero de enxofre forte

mas é chiq de importe”

2 Respostas to “AS 7 fuçAs do dotô CÃo………………………(homo Canidae Santamarensis)”
PRFSSOR-Regiz-Y. Says:
maio 10, 2016 às 10:20 am e
“Language is a virus” William Burroughs The Ticket That Exploded
“This is Heavy Doc” Marty Mcfly Back To The Future
“The book will kill the edifice” Victor Hugo – The Hunchback of Notredame
“Life is a lot like Skateboarding” Lil’Wayne

ti Says:
maio 12, 2016 às 2:07 pm e
AFF_MANO_OS_CARA_NUM_PARA_MODE_ON
http://yogui.co/10-estrategias-de-manipulacao-em-massa-utilizadas-diariamente-contra-voce/

p1z8cn.jpg

NO FUTURE

O Partido Maligno e Diabólico assume novamente. PMDB que fique bem explícito como esses cinemas do centro. Já diriam os Sex Pistols, No future. Vi isso em algum lugar…

Em uma São Paulo racista como você nunca viu, um jovem advogado comete um deslize fatal e passa a ser perseguido pelo crime organizado, na mesma noite em que a cidade é atacada.

13133401_884367305002203_5176065596209036750_n

13233106_1072004279504922_2237203575443784876_n

Ele ia andando pela rua meio apressado
Ele sabia que tava sendo vigiado
Cheguei para ele e disse: Ei amigo, você pode me ceder um cigarro?
Ele disse: Eu dou, mas vá fumar lá do outro lado
Dois homens fumando juntos pode ser muito arriscado!
Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
O que se come cabeça de gente que pensa

agora azeitem aceitem o que escolheram a involução-uma hora chega de se fuder tanto assim. O que será que será, Será o presidente mais zuado desse país

foi um golpista. caindo no golpe

trote seu troxa…

http://radiocut.fm/audiocut/michel-temer-radio-el-mundo/

13092112_10209435139696839_4185866396071059274_n

DO PÓ VIEMOS E  AO PÓ VOLTAreMOS. Gênesis 3:19

do po ao pó ST F –  PRESTO PRONTO – ACABEI um PÓ-ST PÓS-SP – 2 mãos 2 celebros 2 celebres 5 celeiros enfurnados numa 5ª feira 4 malandros em volta para viver o golpe e vivemos  e aí a gente vem e escreve de ultima hora 0 hora valsa da horas e vai assim e deixa andar.

Quero estar, onde estão
Os sonhos desse hotel
Muito além do céu
Nada a temer, nada a combinar
Na hora de achar meu lugar no trem
E não sentir pavor
Dos ratos soltos na casa
Minha casa

13226852_707513046057855_6750630789252612814_n

quarta-feira, 11 de maio de 2016

 “Já naquela altura, depois de tanto abuso, era impossível distinguir homem do porco.” (A revolução dos bichos, George Orwell)

Esse é o golpe dos homens que queriam ser presidentes. Esse é o golpe dos homens que foram derrotados nas urnas. Esse é o golpe dos homens que não se conformaram em perder as eleições para um ex-metalúrgico. Esse é o golpe dos homens que não aceitaram a derrota para uma mulher. Esse é o golpe dos homens sérios que não levam as regras democráticas a sério. Esse é o golpe dos caciques do PSDB. Serra, Aécio, Alckimin. Esse é o golpe do homem que queria ser rei. FHC. Esse é o golpe dos traidores do PMDB. Esse é o golpe do vice-presidente que também queria ser presidente. Temer. Esse é o golpe dos congressistas da bala. Da bíblia. Do boi. Dos bancos. Da propriedade. Da família. Esse é o golpe dos lobistas infiltrados na política. Esse é o golpe dos fascistas. Esse é o golpe dos homens que pregam a tortura. Dos Bolsonaros. Esse é o golpe dos réus. Cunhas. Renans. Malufs. Esse é o golpe dos tecnocratas. Cristóvãos. Miros. Moreiras. Esse é o golpe dos homens que rasgam a constituição. Moros. Janots. Gilmares. Esse é o golpe dos moralistas sem moral. Esse é o golpe dos homens que comandam as grandes corporações. Dos barões da mídia. Dos soldados do capital financeiro-especulativo. Dos magnatas das armas. Dos monarcas do petróleo. Dos senhores da guerra. Dos soberanos do tráfico. Dos imperadores das finanças. Dos tiranos da indústria cultural. Dos magos da moeda virtual e eletrônica. Esse é golpe do velho jeito de fazer negócio dos velhos congressistas de negócios. O golpe dos eternos coronéis da política. Esse é o golpe do conservadorismo jurídico dos homens togados. Esse é o golpe dos homens da Fiesp, da Febraban e da OAB. O golpe da dominação masculina entranhada nas nossas instituições ainda patriarcais e retrógradas. Esse é o golpe dos homens que não suportam as minorias. Esse é o golpe dos homens homofóbicos. Esse é o golpe dos homens que odeiam o povo. E não suportam a diversidade. O multiculturalismo. A democracia. Esse é o golpe da mentalidade escravocrata e senhorial. Esse é o golpe dos bigodes pintados, das cabeleiras falsas, das gravatas encurtadas pairando sobre a deselegância indiscreta de suas barrigas. Esse é o golpe de homens que ostentam a cafajestice. Esse é o golpe do chauvinismo cínico. Da misoginia. Da plutocracia. Da antidemocracia. Esse é o golpe das mulheres que pensam como os piores homens. Esse é o golpe dos homens que representam o pior do homem.

Os homens que queriam ser presidentes

Fonte: ( https://ulyssesferraz.blogspot.com.br/2016/05/os-homens-que-queriam-ser-presidentes.html )
13221031_997696780279867_2336729547556273122_n

A primeira Possessão demoníaca é só o início, mas é só o FIM…Se o chão abriu sob os seus pés. E a segurança, sumiu da faixa. Se as peças estão todas soltas. E nada mais encaixa. Ôh, crianças! Isso é só o fim. (Camisa de Vênus – Só o Fim)

12036468_1044120575642669_5750635238648301715_n
taí o golpe Tainha tá dado carimbado selado prontificado não tem mais nada somente buracos de bala no corpo, já diria Dona Florinda advertindo seu rico tesourinho contra os petistas maloqueiros: “Não se misturem com essa gentalha”
47580_1030953216943362_1130456621079169070_n12814304_1031014303603920_316766761292494379_n

Lugar reservado para fascistas, direitosos e olavetes

Paredão: o lugar ideal para se colocar fascistas, homófobos, latifundiários, representantes de grandes corporações, banqueiros, malandros federais e estaduais, empreiteros, vagabundos que poluem o facebosta, igrejentos, capitalistas e vermes nocivos em geral.

Lugar de todos que se aproveitam do trabalho de outros, que vivem de juros extorsivos. Lugar de vagabundos aproveitadores, empresários sacanas e nojentos em geral.

Paredão com uma bala de fuzil no meio dos cornos. E liberdade para o carrasco.

13220896_10154034342771675_4139479988468288624_n13177787_1043185765718490_2918668002334403052_n

É ÓDIO ENTRE CLASSES, NUNCA FOI CONTRA A CORRUPÇÃO !

Ode ao Burguês

Eu insulto o burgês! O burguês-níquel,
o burguês-burguês!
A digestão bem feita de São Paulo!
O homem-curva! o homem-nádegas!
O homem que sendo francês, brasileiro, italiano,
é sempre um cauteloso pouco-a-pouco!

Eu insulto as aristocracias cautelosas!
os barões lampiões! os condes Joões! os duques zurros!
que vivem dentro de muros sem pulos,
e gemem sangues de alguns mil-réis fracos
para dizerem que as filhas da senhora falam o francês
e tocam os “Printemps” com as unhas!

Eu insulto o burguês-funesto!
O indigesto feijão com toucinho, dono das tradições!
Fora os que algarismam os amanhãs!
Olha a vida dos nossos setembros!
Fará Sol? Choverá? Arlequinal!
Mas à chuva dos rosais
o êxtase fará sempre Sol!

Morte à gordura!
Morte às adiposidades cerebrais
Morte ao burguês-mensal!
ao burguês-cinema! ao burguês-tílburi!
Padaria Suissa! Morte viva ao Adriano!
“_ Ai, filha, que te darei pelos teus anos?
_ Um colar… _ Conto e quinhentos!!!
Mas nós morremos de fome!”

Come! Come-te a ti mesmo, oh! gelatina pasma!
Oh! purée de batatas morais!
Oh! cabelos nas ventas! oh! carecas!
Ódio aos temperamentos regulares!
Ódio aos relógios musculares! Morte à infâmia!
Ódio à soma! Ódio aos secos e molhados!
Ódio aos sem desfalecimentos nem arrependimentos,
sempiternamente as mesmices convencionais!
De mãos nas costas! Marco eu o compasso! Eia!
Dois a dois! Primeira posição! Marcha!
Todos para a Central do meu rancor inebriante!

Ódio e insulto! Ódio e raiva! Ódio e mais ódio!
Morte ao burguês de giolhos,
cheirando religião e que não crê em Deus!
Ódio vermelho! Ódio fecundo! Ódio cíclico!
Ódio fundamento, sem perdão!

Fora! Fu! Fora o bom burguês!…
Mário de Andrade

IMG_1163

mario gambezinho apaixonado ali do beco

um cão come o outro, ninguém se mexe e ninguém se machuca, nunca vamos nos dar bem cos canas, pq eles vêm e arranca nosso coro que nem cachorro.

IMG_1118

baudelaire-1024x536

– É a hora de vos embriagardes! Para não serdes escravos martirizados do Tempo, embriagai-vos! Embriagai-vos sem cessar! Com vinho, poesia, virtude! Como quiserdes!

Charles Baudelaire , Petits poémes en prose, 1869.

O lance é subverter assim que nem Baudelaire se entorpecer de vinho, poesia e virtude ? WTF…algo desse tipo…mas embriaguem-se. é rir pra não chorar… Mas sobretudo não parar, não se assombrar d + (golpe e usurpação política/econômica e psíquica é nada de novo no reino da babilônia) não a ponto de vacilar, não pasmar, não panguar, se manter em movimento, sair pra andar, manter-se curioso, procurando & se encontrar

serg

ë assim que tratamos a Babilônia, não aceito e não aguento é de noite é de dia mão na cabeça e documento, taca fogo em Babylon. Se não é agora que nos censuram agora ninguém nos segura mais !

13082695_712962788806146_6905875932778331293_n12246945_946064045448829_5893773024704508455_n

13237687_10205795416076701_1210171672918279427_n

[França] Suspeita de sabotagem em enorme incêndio numa instalação de pesquisa da Monsanto

https://kataklysma.noblogs.org/?p=3837

Monsanto 13133301_10154158352641543_8107629896629360559_n

Quinteto no Outono
(2a. versão)
A Fátima Pires dos SantosI
Escrever um poema não é brincar
de ser com palavras e sons
sobre a brancura sem defesa
do papel ou da vida que não foi vivida.
No fundo dos becos sem saída
é que o poema se encontra
lado a lado com as mortes
inumeráveis e indefinidas
na mão que o escreve.
Morre e transforma-te!
Não há outro caminho:
o poema é sempre uma autópsia.II
No lixo da praça os ossos do mundo
brilham como luas doentes.
No lixo da praça o poeta
quer ser apenas um homem
com uma canção nos gatilhos
de uma revolução necessária.
No lixo da praça os ossos do mundo
brilham como luas doentes
à espera da poesia, cadela
feroz e machucada, cadela
que ao poeta se amarra
sobre o represar da vida
mais forte que as voragens
do desejo de matar-se.
No lixo da praça, o poeta e a sua poesia
perambulam entre os ossos do mundo
a violência do sol aprisionada nas luas.III
No fundo do prato havia um rosto.
Eu nunca pude decifrá-lo;
sua velocidade era diferente da minha,
nessas horas a minha esperança era
um pano velho que nem mais vestia
a fadiga da vida espantada.
No fundo do prato em meu país os ratos
usavam a cara dos poderosos
e comiam e comiam este rosto.
Um rosto que jamais sumia
diariamente enterrado e recomposto
no rosto de cada morte operária
dentro de cada coisa que eu via.
No fundo do prato havia um rosto
que eu nunca pude decifrar.
Além de mim, no entanto, ele era meu rosto, o rosto
em que nem sequer me encontrei
como quem cumpre, de fato, a sua própria lei.
(…)
In: FÉLIX, Moacyr. Antologia poética. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1993.
IMG_1166
INTERVENÇÃO INT(ib)ERINA
Esse é sujeito esperto & sabe bem o Q faz
Diferente do tipo Q C vê perdido numa selva de feras e animais
PQ QTO + burro 1 + idiotas ficam os demais
Seres banais D+ articulando esse leva e trás
Sociedade . Cidade. Muros de Alcatrás.
A burrice impregna mata, ruas, vielas e quintais
A saída é desligar a TV, ir pra fora, desconfiar dos jornais
Integridade ainda preserva muitos amigos do jaiz
Prisioneiros buzinam ódio em suas celas de metais
Carcereiros burocratas desviam verbas descomunais
Putas celebridades sorriem nas revistas semanais
Polícia leva tiro sempre em guerra nunca em paz
& a Babilon parece Q é eterna e até biológica, mas…
Resistir à burrice estampada em cores ao redor
Enfrentar a sandíce, ostentar a verdade
Evitar Q a base te deixe pior
Olhar para cima, levantar a cabeça
Liberto do teco, tabaco e do pó
Afie o pensamento, irmão, afie o pensamento
Sabedoria não é saber nada de cor
Pense direito, parceiro, caminhe estreito
Posicionamento só seu, seu e só
Não entra pra grupo, moleque, ninguém é normal
Fazendo o Q todos fazem sem querer fazemos o mal
Não seja vítima, amigo, não se vitimiza
Ajuda teu próximo sem sentir dó
Fica forte, fera, fica feroz
A vida não tá fácil aqui na terra de Óóó
E esteja ligeiro, colega, olho aberto
Hoje em dia não tem pipa sem camada de cerol
tibes – profetizado em 7/8/2012
“desde dois mile doze eu já sabia Q tudo ia terminar em ruína
mas Q apesar da aflição e dor, a ruína vai desbotar em flor”
FIM DE FESTA
no final ficou assim o post mano, tava cansado correndo voando tentando publicar isso ainda no dia de hj quinta 12/05/16 amanhã é Sexta feira 13? É… pesquisas rápidas, se quiserem mexer depois mandem um salve-se quem puder…já não me responsabilizo mais pelos meus posts…é o que temos pra hoje…acordando de madrugada com a mente a mil por hora..com medo que o oficial de justiça bata na minha porta e leve o meu Capital do Marx, que nem li direito durante a faculdade. boa noite com a voz do Cid Moreyra Satangoss
Meu amor por você chegou ao fim
É tudo que tenho a dizer
Também não precisa sair assim
Espere o dia amanhecer

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: