Archive for the informes do NMS Category

DETRÀS DAS GRADES _ INTERVALO COMERCIAL & MENSAGEM DOS ANUNCIANTES

Posted in 1 Mapa dos Informes, informes do NMS, novidades, produção NMS on setembro 1, 2016 by ti

“Um personagem levantou-se e disse. Isto é uma história. E eu disse. Sim. É uma história. Por isso podem ficar tranquilos nos seus postos. A todos atribuirei os eventos previstos, sem que nada sobrevenha de definitivamente grave. Outro ainda disse. E falamos todos ao mesmo tempo. E eu disse. Seria bom para que ficasse bem claro o desentendimento. Mas será mais eloquente. Para os que crêem nas palavras. Que se entenda o que cada um diz. Entrem devagar. Enquanto um pensa, fala e se move, aguardem os outros a sua vez. O breve tempo de uma demonstração.”

Lídia Jorge, O Dia dos Prodígios. 1984

theatre of blood 01_header

Cenário: Escuridão completa. Homem de idade indefinida aponta uma lanterna para a própria face e fala com a câmera:

– Certo, vou ser rápido! Há pouco tempo. Tudo foi tomado. A grande grade envolvendo todo o globo está há poucos passos de ser ativada. Não existirão mais áreas inexploradas. Não haverá mais vida selvagem. Tudo estará sob controle. Tudo será encerrado nas grades da civilização. Todos os momentos estarão em uma grade de horários. Toda performance estará numa grade de programações. Tudo será espetáculo.

– De todas as espécies da terra só uma seria capaz de organizar levantes que sabotasse esses planos e detonasse pra valer com as intenções e os lucros dos civilizadores da grade. Bom, talvez alguns vírus também… Mas a humanidade não só foi cooptada, como em grande parte assina o projeto de autoria dessa sinistra empreitada. Malditos monstros. Mal dá pra chamá-los de humanos. Ou seria a humanidade um germe indistinguível dessa monstruosidade? Como estados diferentes de uma mesma vida em transformação. Quando nascem são simpáticos girininhos bagunçando o berço com fofurices e de repente lá está, obedecendo um patrão, consumindo exageradamente pra compensar o desequilíbrio nocivo que sua existência gera pra natureza. Esses dizem da Terra “ela aguenta…” como quem encoraja o décimo terceiro amigo numa fila pro estupro coletivo. A Terra aguenta. Todas as usinas nucleares fissuradas, todo desmatamento pra fazer pasto transgênico, todo deserto verde de eucaliptos, todo vazamento de lixo tóxico no mar… Toda fumaça, todo barulho, toda área destruída e encapada com asfalto e concreto. Cidades como jazigos monumentais. Toda a devastação industrial. Alguém já percebeu que não existe uma refinaria que produza algo benéfico, no sentido de saudável?

daniel-horne-vincent-price-from-theatre-of-blood

– Enfim, eu disse que seria rápido. Tenho que ser. A civilização convence as pessoas a aceitarem esse projeto com CONFORTO. Essa é a moeda. O TERROR e o MEDO só as mantêm num nível de consciência propício para acatar sem resistência ordens básicas e imediatas, mas o conforto é o que tinge em cheio o imaginário, moldando a expectativa que as pessoas têm e nutrem da vida. É assim que elas aceitam o holocausto de sonhos cotidiano. Em troca de conforto. E é claro que dizer isso acaba sendo desconfortável. Imagino receber essas palavras deva ser desconfortável. A ideia em si gera desconforto. É o lance da verdade… O que a torna tão imprescindível para a arte quanto é irrelevante para o marketing. O caso é que há pouco tempo porque a grande grade tudo fagocita. A grande engolidora. O outro lado. Logo essas palavras também serão descobertas. Então pagará por elas, ao custo de alguma pouca publicidade, em troca de espaço para anúncios e propaganda vazando mercúrio no lençol freático da verdade dessas palavras. Infectando com refeições fáceis e táxis fáceis a distância de um clique, acenando os produtos que você costuma procurar. Toda sua existência será palco do grande mercado livre da grade. As melhores ofertas para sempre pairando na frente dos seus olhos. E quando você dormir, as melhores ofertas aparecerão em seus sonhos.

O velho fala:- Chora agora, Ri depois. Em dois takes a palavra de nosso garoto boy magia propaganda.

É isso. A grande grade. O mundo onde nada é público, tudo é particular. Tudo tem dono. Tudo tem preço. Nada tem valor. Tudo é privado e nunca há privacidade. Olhos digitais filmam tudo. Câmeras reversas vigiam permanentemente os autores abobalhados de todos os selfies do mundo. Registram a sintonia fina da expressão dos seus olhares. Conferindo o nível médio de satisfação. Batendo a meta do conforto. Aqueles planos seus, os mais ousados, já são sabidos e registrados antes mesmo que você tenha plena consciência deles. Mapeamento dos desejos. Telemetria das almas. Todas as ideias são saqueadas das mentes das pessoas antes que possam acessá-las devidamente. Porque gradear a extensão total do globo, gradear a vida selvagem, a mata exuberante, a fauna silvestre, não é o bastante. Há de se gradear a paisagem mental também. As ideias já não transitarão livres por aí, dialogando a vontade com cabeças pensantes como quem zanza por uma grande festa repleta de amigos… Não, elas serão também encerradas, concluídas, confinadas em zoophiepédias organizadas e então transformadas em produtos, em algo rentável, que possa ter materialidade ou não, mas que definitivamente tenha um preço.

dr-caligari1

A câmera começa a se distanciar do narrador e as luzes do ambiente gradualmente começam a acender. Percebemos que ele está em um estúdio… vemos ao seu redor equipamento de filmagem, cabos de iluminação… a câmera começa a subir, como que pilotada por um drone, e o narrador, já não precisa apontar a lanterna para o próprio rosto, prossegue falando com a câmera em tom mais animado e festivo, gesticulando com os braços como se convidasse o expectador a juntar-se a ele, como se disse “Venha! Aproveite! É só esse final de semana! Promoção por tempo limitado!”… mas não é isso que ele diz:

– Então considere que essas palavras, esse texto, esse site, seus melhores feeds e filhos, suas melhores máquinas e amigos, irão se autoaniquilar com uma bomba letal de prostituição publicitária coorporativa em seis, cinco, quatro, três…

A luz aumenta a medida que ele conta, fazendo tudo perder gradativamente o foco, sendo engolfado por uma estouro branco que logo ocupa toda a tela.

Fim

835c5a49a249841ea34deaaec1423974be7f10ef6142f96304b668ac11febd0a

Então, o mesmo homem, agora aparece no interior do que parece ser um camarim. Ele tira uma peruca e remove a maquiagem com lenços umedecidos. Percebos que ele foi minuciosamente maquiado para que sua idade fosse indistinguível e sua aparência fosse neutra, em tons de marrom e caqui nas roupas e com os traços de seu rosto atenuados. Através do espelho a sua frente ele encontra a câmera com o olhar, e retoma sua fala, primeiro com ar surpreso, depois sussurrando como se contasse um segredo, e finalmente conversando amistosamente, como se batesse um papo com um velho conhecido:

– Ainda estamos aqui? Talvez ainda haja algum tempo então pra fazer nosso próprio merchan. Quem sabe se eu propagar minha própria propaganda antes dos anunciantes eu não faça como Lucky Luke sacando mais rápido que a própria sombra? Hein? He He

– Então espere pela próxima temporada de NMS O SHOW, uma programação de receitas que nem a Palmeirinha faz melhor. Se liga aí:

Entra voz em off, tão aveludada e redonda em sua sonorização, quanto soa abestalhada em sua alegria artificial de vendedor. Na tela, uma legenda resume as principais informações de cada atração:

* A verdade sobre as raízes do HIP-HOP, um estudo histórico sobre a representação das gangues na música, TV e cinema e mais um monte de coisa relacionada com cultura do gueto em GET DOWN N STAND UP – IMAGINÁRIO DAS RUAS.. pq nem tudo acaba em pizza amizade, podiscrer amizade.

Pizza-Turntable-2016-billboard-1548

* Um garoto que prende a respiração por muito mais tempo que você fará coisas que até Atlas duvida em A Lenda do COLAPESCE

E ainda:

* A paisagem criativa de um dos maiores gênios vivos do cinema: Terry Gillian. Em PORQUE ZACK SNYDER É NADA MAIS QUE UM BOSTALHÃO

E tem mais!

Intervenzione Clazzica de Dezzxter ZZtockman joga mais mutagen nessa feijoada. To aqui dando meus pulos, mano. Ass: Prof. Règzzzz…

IMG_1760

* Atendendo a pedidos dos fãs apresentaremos dois bônus tracks para a quadrilogia neomitosófica baseada na diegese das tartarugas ninja, vai ter muito tiro, porrada e bomba nos especiais Best enemies forever: SLASH AND SPIKE N PUNK N ROCKETS e BEBOP AND ROCKSTEADY FLOW FOR DESTRUCTION N IN THE MOOD FOR KILL

Você vai ficar tão estarrecido que sua cerveja vai esquentar, tão pasmo que seu fumo vai apagar, tão embasbacado que seu café vai esfriar, você não vai acreditar em seus olhos, nem os vídeos de brigas de rua na Rússia são tão assombrosos, nem pornografia gore japonesa é tão espantoso quanto

* Toda a verdade sobre as mensagens escondidas nas produções dos estúdios GHIBLI em TOTORO CONSPIRACY

* ITS PROFECY TIME! Um estudo sobre o hiper-realismo conceitual nas referências proféticas de Hora da Aventura.

* As histórias, lendas e segredos sobre andarilhos, caroneiros e errantes. Criminosos fugitivos, trambiqueiros, as raízes da cultura circense, os shows de aberrações e todo o substrato nutritivo que alimenta os nômades, os desajustados e os marginais em IMAGINÁRIO VAGABUNDO

Você não pode perder!

IMG_1716

* Horror e Ficção estadunidense. Ecos comentados das obras fantasmáticas de Stephen King, William Burroughs e Ray Bradbury em IMAGINÁRIO GÓTICO AMERICANO

* A satânica sexta parte do estudo sobre a banda punk MISFITS: FAMOUS MONSTERS

* Um singela homenagem ao mestre das mil faces, uma BIOGRAFIA NECROMÂNTICA de LON CHANEY

* E como se não bastasse você ainda vai ter que dar uma espiada no novo reality show que é a febre da garotada: dois irmãos, dois cientistas, dois inventores, quatro artistas, oito ficcionautas, três dimensões rompendo a barreira da quarta, tudo isso somado, temperado com matemágika e muita confusão em PLÂNCTONS RADIOATIVOS SOUTÉ LABAREDAS PRIMORDIAIS NATEVÊ AMORAS ALIENIGENAS MODIFICADAS EM UNÍSSONO ULA-ULA FRENÉTICO ATORDOANTE NATIVIDADE DE IDEIAS LONGEVAS e SINTETIZADORES PROGRAMADOS PRA PRODUZIR! Igor, pull the switch and Zás! Trás! Pláuns! Plúns! Pffffffff

Tudo isso você confere ainda nessa existência terrestre por aqui mesmo, com o patrocínio de NOCILEVER (que defende a substituição dos animais de laboratório por bebês humanos clonados – ou sequestrados do terceiro mundo), CHEFRON (que investe no genocídio de culturas tradicionais indígenas apenas com o que há de melhor da tecnologia de ponta) e NITROSOFT (quatro décadas de luta pela legalização do trabalho escravo em território Chinês – e alguns outros da Micronésia, Índia, África e Latino-América).

Corte.

26184b7de1ccd1f4f4368655373ee303

A câmera se afasta um pouco mais, e agora tudo o que antes parecia um estúdio de cinema ou tevê, revela-se um cenário montado num palco de teatro. Podemos visualizar o ambiente do camarim dividido do primeiro ambiente cenografado como um estúdio por uma fina parede de tapume. Um voz em off ressoa. Essa menos descontraída, menos alegre e abobalhada, tenta reproduzir a entonação da retórica de credibilidade e seriedade jornalística empresarial, anunciando solenemente:

– Agora com a palavra, o CEO da NeoMythoSophics Enterprises Incorporation®

Detrás das cortinas dessa grande palco de teatro com cenário de um estúdio ao redor de um cenário em seu interior aparece um senhor de suéter e óculos de grau que vem caminhando em direção da câmera e falando com ela amigavelmente, tem uma das suas mãos no bolso da calça cáqui:

– Olá, sou Goetius Autobreu – ao que entra em cena uma criancinha de sexo feminino, provavelmente entre seis ou sete anos, segurando um sorvete de casquinha em suas mãos. O homem pausa um pouco sua fala, se abaixa, ajoelhando com apenas uma das suas pernas, como se fosse um cavaleiro medieval prestando reverência, e, na altura da garotinha, brinca um pouco com ela desarrumando seus cabelos e desferindo um carinhoso mini soquinho em seu queixinho. A menina, alegre, pacata e subserviente, oferece um pouco do sorvete. O homem aceita, ficando com a ponta do nariz suja depois de dar a sua lambida. Ambos riem um pouco. Bem artificialmente, mas com uma fotografia linda. Como numa propaganda de banco. Depois ele se levanta sacando um lenço de pano do bolso, limpando o nariz enquanto a garotinha sai de cena saltitando e retomando seu olhar e sua fala para a câmera, agora com uma réstia de sorriso humanizador pairando em sua face – vocês devem se lembrar de mim da série de artigos sobre vampirismo no mundo do trabalho chamado Monstros no Espelho, ou então de curtas intervenções poéticas ao ler quadrinhos em voz alta no ônibus, metrô e outras áreas públicas. Bem talvez não… é porque quase já não há áreas públicas (meu deus como estou velho).

– As transformações geradas pelo sistema político econômico vigente o tornam apto para o extremo do seu potencial destrutivo. Mendigos serão terceirizados. Vamos privatizar até a arte marginal. Haverá uma taxa sobre cantadas improvisadas, haverá multas para vomitar na rua, diabos, haverá um contador digital de flatulência implantado no ânus de cada cidadão para quantificar os custos de sua poluição atmosférica. Os carros, é claro, continuarão a ser comercializados de forma facilitada e progressivamente mais barata. Mesmo após a invenção do teletransporte de seres humanos, nós instalaremos nossas cápsulas teletransportadoras para encurtar a distância entre o escritório e a garagem do escritório, então dirigiremos sozinhos com nosso ar condicionado para casa, onde outra cápsula teletransportadora nos desintegrará na garagem de casa para nos reintegrar direto no quarto, de forma que não precisemos perder tempo com nossa família depois do expediente.

IMG_1765

– Enfim, estou aqui para dizer algumas palavras sobre o mercado editorial de quadrinhos. É sabido que a NMS™ dialoga com, estimula e promove abertamente o consumo de HQs de todo gênero, tipo, sorte ou estilo, desde os primórdios de sua fundação, em meados de 1876 em Massachussetts, OhioOregon Canadá USA, mas recentemente, nesses tempos de anti-crise global, quando o próprio presidente interino da República Federativa dos Golpes Brasileiros recomenda a população de seu país, em seu discurso de posse que – eu cito as suas palavras – “não pense” apenas “trabalhe”; observamos como tendência histórica e cultural uma adesão praticamente desesperada ao modo de vida capitalista em sua expressão mais servil, onde aspectos cada vez mais íntimos da vida são convertidos em modelos de negócio como a mordida de ouroboros, a metáfora mais manjada de todas, a esfera íntima sendo encontrada, engolida, fagocitada, devorada pela perspectiva privada.

– Bom, em um panorama como esse você pode achar que um empreendimento intelectual e científico como a NeoMythoSophicus United Coorporation© ou holístico e espiritual como A Igreja Plaunstecostal NeoMitoFílica da Adoração dos X-Mens do Passado Futuro dos Últimos Dias ou mesmo musical e artístico como A N&OMIT0ZÓFUZZ Entreteniment SupahParteeeey Exxxperience 2017 tenham algum tipo de vínculo com o mercado editorial de HQs no Brasil, que receba algum incentivo financeiro ou mesmo alguns exemplares como cortesia para apreciação e crítica ou mesmo que seu trabalho editorial seja por nós apreciado.

Nessa hora a câmera dá um zoom no narrador, que passa a ser enquadrado em plano americano que vai fechando lentamente ao longo das próximas falas até chegar num zoom extremo da sua face:

Venho por meio dessa mensagem anunciar que não. Salvo algumas exceções que serão citadas no final, em primeiro lugar, o grosso dos títulos de HQs publicadas no Brasil (pelo menos a maior parte em exposição nas bancas de jornal) é realização da Panini e sua contraparte Salvat, uma multinacional que produz a toque de caixa, imprimindo com mão de obra semiescrava chinesa e cujos funcionários no Brasil (explorados e sobrecarregados invariavelmente, quando não também semiescravizados pela moda da terceirização) mal conhecem o que estão produzindo. Uma supercompanhia multinacional marcada pelo amadorismo e tosquice em sua qualidade editorial. Os erros são tão extensos, crassos e vulgares que ao invés de citá-los brevemente aqui, apresentaremos cada um deles em uma série especial de reportagens sobre as maiores cagadas editoriais do mundo dos quadrinhos há muito vistas mas jamais comentadas, dissecando e ridicularizando a absurdice da incompetência e descaso editorial em nosso canal de youtube VÊ SE PUBLICA DIREITO ESSA PORRA, Ô CARALHO. Um oferecimento de um bando de canalhas preguiçosos mal pagos da Panini/Salvat Editorial.

rickmorty

IMG_1752

O close terminou bem fechado no rosto de nosso narrador, que conclui essas últimas palavras com uma expressão ligeiramente hostil no olhar. Corte. A câmera se reposiciona. Plano americano novamente. O homem está a frente do palco agora, caminhando pelo corredor entre os bancos da audiência vazia de uma grande teatro. Retomando seu tom amigável ele retoma seu discurso, agora com ares de quem vai se despedir.

– Aproveitamos então para elogiar os heróis da resistência do mercado editorial (genuinamente) brasileiro, todos os cartunistas que publicam de forma independente e em parceria Allan Sieber, Bruno Maron, Ricardo Coimbra, André Dahmer, Daniel Lafayette, Wagner Willian, Rafael Coutinho entre tantos mais; é claro uma reverência aos grandes mestres dinossauros (Laerte, Angeli, Adão, Marcatti) e sobretudo o sempre genial, primeiro e único, maestro editor de gibi faixa preta quarto Dan, Ota Assumpção. VIDA LONGA AO OTA!

Por fim, acenando para a câmera que se distancia mais e mais ele ainda brada mais uma vez, agora lá de baixo:

– Fique ligado! Continue vidrado! Até lá…

Câmeras movidas por drones são um barato, né? Agora ele é quase um pontinho lá embaixo, mas ainda é possível ouvir sua voz:

– Compre nossa linha de canecas e camisetas! Acesse nosso site…

Agora a câmera dá um fade out pra tela em branco. A logo marca NMS se materializa toda linda numa estética minimalista onde menos é mais e ao fundo ainda se pode escutar o narrador, agora bem baixinho, dizendo:

– Dabliudabliudabliupontoneomitosofiapontowordpresspontocom…

– Acesse e concorra a prêmios…

IMG_1714

Fim4real

1_9_2016

Translation – NMS info (09/12/2009)

Posted in informes do NMS on março 10, 2011 by plauns

Isto é uma tradução de um dos nossos antigos informes (de 9 do 12 de 2009 – escrito pelo Ti, membro do NMS), do português para o inglês. Meu inglês não é grande coisa, mas fiz mesmo assim. Desculpem os eventuais erros. Aproveitem… Para quem quiser ler o original em português, segue o link:https://neomitosofia.wordpress.com/2010/02/17/9dezembro2009/

This is a translation of one of our past news (of 9, December, 2009 – wrote by Ti, NMS member), from portuguese to english. My english isnt a great thing, but i made it anyway. Sorry by the eventual mistakes. Enjoy… For those who want to read the original in portuguese, here is the link: https://neomitosofia.wordpress.com/2010/02/17/9dezembro2009/

Is there in fact one or more groups, that the iner circles and well arrenged, are capable of manipulate secretly the ways of politic and global economy?

Everyone already hear about the Illuminatti Mith, that has a strong and mysterious hierarchy behind the strong hierarchy publicy known. There is some peoples that says, that the conspiracy theories are nothing less then theories, and that the mad and anarchists people are inclinable to believe that bullshits, but in otherway, will be more comum in that posture that one of the free men? Citizen of the world? The fortunated son of democracies? And hasnt be these “free men”, unavoidably, part of the small parcel with an economic success? Dont they already has intagrated one small parcel of privilegeds? Or better saing: Who is free at least?

If is there some script committed in hide evidences of OVNIS, the Big Foot, and Dirty Secrets of Big Corporations and the Androgen and Nefarious Sexuality of Celebrities, that is right and isnt really hard to break this intrigue to obtain “real” points about this evidences. But the NeoMithSofic question is how to interpret the metaphors presents in these symbols … meaning, inst really amazing that there is one pyramid in the one dollar note bank: the pyramid, meaning a sign of hierarchy, is the base that is substantiated all of capitalist liberalism; in that way, isnt really amazing too that there is one powerfull cupola determined to manipulate the collective reason of one or more nations, in meaning to preserve their power. Make ilusions and manipulate the people has been one ordinary and well success trick for a long time… But the ask that most make us intrigued is: Will be needful, to undo these illusionism, to observe it with more precision and accuracy? Or will be better simply ignore all the carnivalle? But isnt ignore what the most people have been doing despairingly? We of NMS have affliction of ignore the things… We prefer to be obsessed and conspiratorial than ignore some force that manipulate us.

Citations:

Some examples of Secret Organizations in the Comics: Xeque mate; OMEC; S.H.A.D.O.W (DC Comics). S.H.I.E.L.D., B.L.A.D.E., A.R.M.O.R. (Marvel Comics), B.P.D.P (Dark Horse)…

Some examples of Secret Organizations of Non Fiction: Masonry, Templars, Order of Saint Dumas, Rose Cross Fraternity, AMORC, Hell Club (yes, it has exists outside of the comics of X-Men…)…

And for those who are disposed to discover how organizations really real, manipulates the common sense of reality, we recommend the exercise of search about the following themes:

– The appearance of the governments and the nations;

– The origin of the ONU and the OMC (and how both organizations are related), as well the appearance of the CIA, KGB, Scotland Yard, MOSSAD;

– What has been the THULE and the AHNENERBE?

& more

– “The Black Veil”, Michelle Balanger; and how the subculture of vampirism is related with the disappearance of the journalist Susan Walsh in New Jersey, 1996?

– How is related Grihori Rasputim and the Romanov familie?

By the end, to disentangle the liver of these oppressive search of manipulation, we recommend the song:

Batedores (Resistindo ao Arrastão Global) do Mundo Livre S/A.

Informe do NMS de 2010

Posted in informes do NMS, novidades on novembro 9, 2010 by plauns

Depois de um longo hiato, onde nos reunimos pouco e praticamente não postamos nada em relação aos encontros desse ano. Segue o informe do último encontro onde nosso amigo e integrante do NMS Régis, esteve conosco fisicamente pela última vez, pelo menos por um certo tempo; com a intenção de manter sua participação virtual ativa. Nesses encontros desse ano, tivemos poucas reflxões no quesito teorias e interpretações associativas; mas desenvolvemos uma longa análise das últimas publicações da DC e principalmente da Marvel, respectivamente Batman mensal e X-Men mensal (isso sem contar a tropa dos lanternas, ou outras curiosidades que apareceram). Devido as reviravoltas que ocorreram ao longo desses últimos anos, esses dois universos novamente entraram em crise; acredito que teremos bastante material para discutir nos próximos encontros. Por termos tido um ano em que as citações foram mais constantes; nada mais justo que fazermos uma lista de algumas delas. Começando pelos bancos de dados especializados.

Citações de sites relacionados à HQs:

http://xmen-blog.blogspot.com/search/label/X-Men%20v2
banco de dados pra baixar HQs dos X-Men (tem praticamente tudo deles)

-http://actionsecomics2.blogspot.com/
banco de dados pra baixar HQs do Batman

-http://hdvirtual.blogspot.com/search/label/Gibi%20DC
boa fonte pra algumas HQs mensais da DC

-http://thewarriorscomicbookden.blogspot.com/search?updated-max=2010-04-01T18:00:00-07:00&max-results=6
alguns reviews e downloads de HQs e outros. (em inglês)

http://www.theoldefayre.com/
download de HQs diversas.(em inglês)

http://x-men-utopia.blogspot.com/search?updated-max=2010-09-06T17:27:00-07:00&max-results=7
outro link interessante pra baixar HQs atuais dos X-Men

http://pulseluwig.blogspot.com/2008_04_01_archive.html
reviews e reflexões sobre HQs diversas.

http://ndrangheta-br.blogspot.com/
para baixar HQs diversas

http://ebooksgratis.com.br/quadrinhos/
para baixar HQs diversas

http://komikerbr.blogspot.com/

site excelente pra baixar todos os tipos de HQs

http://www.umsabadoqualquer.com/
boa fonte pra leitura rápida de tirinhas de HQs

http://www.overdosehomeopatica.com/

outra boa fonte para ler tirinhas de HQs
http://blogdosquadrinhos.blog.uol.com.br/arch2010-04-01_2010-04-30.html
resenhas e reviews de HQs

http://michaelmay.us/blog/2008/12/12/frankenstein-vs-the-hulk/
review da revista Frankenstein vs the Hulk (em inglês)

Citações de sites relacionados à Filmes; lembrando que é sempre bom ficar de olho na qualidade dos filmes e priorizar os DVD-rip:

http://filmescomlegenda.net/
uma boa fonte de filmes (principalmente atuais) pra baixar via torrent.

http://www.brtorrents.com.br/
outra boa fonte de filmes em torrent.

http://www.monsters-movies.com/early_milestones.htm
reviews e listas de diretores e filmes sobre monstros.

http://vimeo.com/11244593
link para assistir on-line o filme “O sindicato: O negócio por trás do barato”

http://www.youtube.com/watch?v=iYAixjN9BQg&feature=player_embedded
animação muito boa em stop motion; história doida.

http://ahagon.wordpress.com/
reviews sobre vários filmes

http://www.youtube.com/watch?v=eCrPlUw6mPg&feature=player_embedded
uma pequena amostra do que os Barbixas são capazes…

http://amigosdohomerblog.blogspot.com/

site para baixar filmes, series e HQs

http://baixarlivrefilmesmoviesshows.blogspot.com

para baixar filmes clássicos

http://hannabarberashow.blogspot.com

hanna barbera classico

http://bmuzak.blogspot.com/

para baixar filmes B e de terror

http://wurdulaks.blogspot.com/

também para baixar filmes B e de terror

-http://series-torrent.blogspot.com/

para baixar séries

Citações de sites sobre Música

http://1967psycho.blogspot.com

reviews e downloads sobre musicas psicodélicas

http://murodoclassicrock.wordpress.com

discografias para rockeiros completas

–      http://trilhadomedo.blogspot.com/
download de trilhas sonoras de filmes de terror.

http://somdubaum.blogspot.com/
download de músicas com muita coisa de rock, jazz e outros.

Citações de sites diversos

– http://fuckcopyright.blogspot.com

anarchists docs
http://www.artnet.com/artist/425227158/liu-bolin.html
link sobre o artista Liu Bolin, que pinta a si próprio pra se camuflar na foto.

http://catracalivre.folha.uol.com.br/
agenda de eventos gratuitos em São Paulo

http://www.speedtest.net/
teste de conexão com a internet.

http://notaniche.com/ads-human-rights-war-smoking/701/
fotos que ilustram alguns dos grandes problemas que temos atualmente.

http://smilepanic.com/photoshop-disasters
post sobre erros absurdos cometidos no Photoshop ao editar algumas imagens.

http://monsters.monstrous.com/
histórias, origens e curiosidades sobre os monstros mitológicos (em inglês)

http://www.thefuntheory.com/
apresenta ideias pra demonstrar como a diversão pode ajudar as pessoas a agirem de modos mais saudáveis.

http://artofakira.com/
apresenta algumas artes e reviews da animação Akira.

http://farpakultural.blogspot.com/
blog sobre reflexões e citações diversas

http://sociedadedasbicicletas.blogspot.com/2009_04_01_archive.html
noticias, reflexões e downloads sobre a bicicleta

http://www.monstersightings.blogspot.com/
reflexões e citações sobre monstros (em inglês)

Algumas recomendações:

Fagin, o Judeu – Will Eisner – História reconta o livro Oliver Twist do ponto de vista de outro personagem, o judeu!
Avenida Dropsie – Will Eisner – Segue a huistória de uma avenida nos EUA desde sua criação até a sua decadência
Retalhos – Craig Thompson – Lindíssima história de um javem e sua família, envolve muita religião, preconceitos, medos e etc
Jimmy Corrigan – Depressivo e fantástico, só lendo!
D. João Carioca – Lilia Schwartz – pra quem gosta de história… 1806 é o tema!
Salt of the Earth – filme banido pelo governo dos Estados Unidos.
Fantastic Planet – animação de 1973 meio surreal.

Tentei compensar o hiato de informes, fazendo um apanhado das nossas melhores citações digitais desse ano.

abraços PLAUNS

(Último) INFORME NMS de 2009: 16/DEZ

Posted in informes do NMS on fevereiro 18, 2010 by ti

Reflexões nos olhos espelhados de Molly (como um olhar pode não ter expressão e ainda ser tão sexy?):

Machado de Assis já disse: “Futurismo é coisa do Passado”. É cada vez mais (ou menos) surpreendente como conceitos que nasceram da ficção não só fazem parte da nossa realidade como até de certa forma tornam-se obsoletos, superados pela capacidade pró-criativa do mundo em re-fabricar-se a partir de suas ruínas todos os dias. Um amigo cineasta (Salve Romulão!) colocou a questão: Julio Verne previu ou criou o futuro? E com base nisso, o NeoMitoSofia conclama a hecatombe vigente: Aí, Apocalipse: Pode vir que eu truco!

Dá um certo orgulho inquietante pensar que minha geração pode ter sido a última do mundo urbano-civilizado a não nascer diretamente conectada à Matrix. Mesmo assim, cresceu imersa nos ruídos da TV, matando aula em fliperamas, drogando-se com a cidade e aprendendo mais sua língua em cada viagem. Nutrindo-se de junky food e tiroteios na hora do jantar, pirulitos sabor ácido, doces que fazem a língua mudar de cor…

Os anos 90 trouxeram a polêmica sobre a morte ou não do Punk, mas é claro que o Punk não morreu; apenas trocou seus órgãos mais comprometidos por cyber-implantes no mercado negro. Mas nem só resistentes resistem, assim como ainda existem moralismos criogenados, estendendo sua pseudo-vida parasita com a riquesa acumulada da usurpação não-natural – nobres bastardos! Que hackers crakeiem as defesas de seus sistemas e os façam derreter numa madrugada quente de verão… seu cadáver mal-cheiroso como uma poça de goteira no corredor mofado, como uma geladeira quebrada, como um monstro patético e agonizante de Ray Bradbury…

Durante todo o ano de 2009 estudamos as psicopatias de relação, doenças modernas de comportamento, loucura, depressão, demência e normose… Não nos sentimos mais sãos, mas de certa forma nos sentimos mais fortes, como cyborgues nietzschianos praticantes de um Neo-Mitridatismo Urbano Radical (Mitridatismo significa a prática de ingerir pequenas doses de um veneno para adquirir imunidade a ele). Consumir lixo, expirar luxo, desapegar da abstinência e chafurdar na beleza do vício… &ainda assim continuar querendo! O desejo já não nos incomoda. Tesão e ódio se fundem e nos fodem. Antecipar a batida, disfarçar, falar baixo verdades obcenas, gritar em código no aeroporto: Códex Maia! Códex Mendonça! Código de banco, de branco, caucasiano insuspeito! Bomba! Bomba! ALah! Jihad! Explosivos! Não temos medo do TERROR!!! Por que ninguém presta atenção no quanto um terno e gravata podem ser suspeitos? Um terno Armani é o preço da inocência. Quantos assaltos? Quantos atrasos? Que se foda! 2009 acabou e aqui estamos: sanidade guardada do lado de dentro, bem no fundo: (in)sanidade! E do lado de fora, uma loucura gentil, discreta, elegante. Uma psicose que delicadamente coloca discos de vinil de Vince Guaraldi Trio pra tocar e discute Einstein e Crise nas Infinitas Terras bebericando conhaque numa taça de papelão. Minha patologia é um bichinho de estimação: tem seu próprio humor, as vezes está recluso e as vezes quer brincar, tenta sempre ser sincero e até que é bonitinho… Nada domada mas relativamente domesticada… sem mais delongas pára a frase no meio pra se alongar…

E as férias de verão que virão já passaram e nós, não menos descansados do que antes, nos encontramos surpreendentemente prontos pra mais um ano de atividades subversivas… rejeitando a onda que tornou a burrice uma coisa sensual. Rejeitando a sensualidade como forma de fomentar a burrice. Pensando, sobretudo pensando – até quando irrecuperavelmente embriagados. Traçando planos pra nos proteger do terremoto temporal que vai embaralhar as noções cronológicas de acontecimento e fato, confundindo causa e efeito, construindo com gibis e piadas que só nerds entendem (embora raramente achem graça) a balsa que nos guiará pra longe da dimensão Ficção X Realidade. Eu queria falar sobre essa força, esse impulso louco e antropofágico que nos faz confluir todos os temas na mesma discussão, ensaiá-la por anos a fio semanalmente e então emendá-la e costurar seus pedaços transformando-a com relâmpagos numa inteligência viva e pulsante: Os tais constructos prometéicos de que tanto falamos nada mais são que nossas mentes, unidas em referências mortas e ressucitadas. Frankenstein está vivo em Richard Cheese cantando “More Human than Human” do Rob Zombie num cassino em Buenos Aires… Eu ouço sua voz cantando “Down with the sickness” e gargalho por dentro toda a doença pra fora do meu corpo… e ele estranhamente me faz vivo também. Monstro e belo como Boris Karloff. Talentoso e dramático como Lon Chaney. Elegante e estiloso como Bela Lugosi. Nisso consiste a Adoração Pagânica, a adoração primitiva: Devorar seus deuses, fagocitá-los, transformá-los em si mesmo. Nada de agir como Jesus agiria, nada de buscar o Zen que Buda um dia alcançou. Mas ingerí-los, digerí-los, cagá-los e ficar naturalmente um pouco mais parecido com eles a cada nova refeição. Eis a prática NeoMitoSófica: Trocar imitação por alimentação. Trocar idolatração por adoração. Nutrir-se de teorias e relizar em segredo práticas e ações inenarráveis, indizíveis, impronunciáveis.Imaginação é o super-poder supremo. Quando imaginamos algo até a perfeição, essa coisa, em alguma dimensão, existe de fato. Independente do que crêem os chatos sobre realidade e materialismo. É possível curar câncer com a imaginação. É possível matar gatos e embrulhá-los pra presente com o poder da mente. Magia negra pode colorir um dia cinzento e a lei do tríplice retorno eventualmente vai, vem e acaba indo novamente sem interferir muito em sua vida…

Cantoria e esquizofrenia podem conjurar uma bela sinfonia. Vovó faz tricô usando uma jaqueta de couro surrada. Imagens são só o que desejamos que sejam. Se é possível ensinar história do egito pra uma sala repleta de Gremilins malignos alimentados após a meia-noite, então também deve ser possível crer em um espetáculo mais bem pago para a microcefalia&outras disfunções genéticas clássicas&espetaculares. Irmãos xipófagos se beijam na boca durante a novela “Rebeldes”. Será a “Lua Nova” o Crepúsculo dos romances ruins? Serão as garotinhas do século XXI ainda capazes de se masturbar lendo Bram Stoker? Não importa se Bansky é de fato genial, o legal do stencil é que qualquer um pode fazê-lo. Uma arte inalcançável torna-se triste como uma fórmula matemática. A Arte não deve ser admirada, mas mirada, planejada, realizada como um solo de assobio enquanto se espera o ônibus…

2009 foi um ano de morte, decadência e ressurgimento das cinzas. O nove indica final de ciclo, o onze e sua soma algarítimica (2) indica início de um novo caminho. 2010 será um passo adiante (3). Estamos no início de outra jornada, mas heróis calejados já percorreram muitas estradas… e nos contaram suas aventuras. Nos transportaram até elas. Em meus sonhos eu aprendi tudo o que preciso pra viver… e na minha vida insisto em ainda esquecer tudo o que preciso pra sonhar… mas não mais! O ceticismo ácido não pode ser mais que metodologia pra frases de efeito em jantares sem graça. A verdade requer crença genuína: A fé Verdadeira. Não a fé cega, mas a fé que nos permite fechar dois olhos pra enxergar com a alma. Download de consciência. Implantes subcutâneos de Amor. Minha esposa fez aniversário e tive amigos dormindo pelos cantos da minha casa… finalmente senti que não tinha mais pra onde ir sem que isso me fizesse querer chorar convulsivamente. Ao contrário, sorri. E fomos jogar boliche.

Posso não permanecer sorridente. Posso não estar saltitante. Mas em meu peito jaz a paz de quem crê&sabe: É possível! Assim como Joe Slate fotografava auras com sua velha câmera Kirlian ainda na primeira metade do século XX, também é possível retratar algo melhor que a faísca num duto de gás da miséria recorrente. Mais que isso, é imperativo IMAGINAR algo melhor. Por isso insisto: é possível! A magia é possível! E entendam, não sou um otimista nato e nem mesmo creio em talento inato. Quem me conhece de perto sabe que corre veneno em minhas veias. Mas se a lua transmuta meus humores e me presenteia com paixão&maldição, então disso eu tenho que a transformação é possível. A transmutação é possível. Uma cura é possível. Recuperar o maldito tapete injustamente urinado é possível. Jhonny Cash compôs a canção que eu uso pra acalmar a besta que ruge em meu peito. &A redenção, com a quantidade certa de embriaguês, descaso pela própria vaidade e humildade, afinal, é possível. “Regozige-se, companheiro: tudo é nosso!”

É possível salvar o mundo salvando-se do tédio… é possível salvar-se do tédio salvando o mundo.

Citações:

HQS:

– X-Club: Dr. Nemesis (Dr. James Bradley), Dr. Takigushi, Dra. Kavita Rao, Madison Jeffries, Warren Worthington III, Dr. Hank McCoy, Elisabeth Braddock.

– Crise Final (Grant Morrison para DC Comics).

Literatura:

– “Neuromancer”; “Count Zero”; “Monalisa Overdrive” – Willian Gibson

– GURPS CYBERPUNK (link pra download: http://www.4shared.com/file/8152608/bbe4119e/Blankenship_Loyd_-_GURPS_Cyberpunk__port__pdf_.html)

– Anarquist Coockbook: http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Anarchist_Cookbook

– “Caos” – Hakim Bey

– “Psicomagia” – Alejandro Jodorowski

Cinema:

– Zeitgeist (documentário sobre Mitologia moderna e controle sociocultural – novamente citado aqui no blog)

– “Pixo” – Documentário sobre pichadores de São Paulo.

– “Companhia de Lobos” (1984) Neil Jordan.

– “O Grande Lebowski” (Herói da minha geração)

Música:

– Richard Cheese (diversos álbuns: Tuxicity, Aperitif for Destruction, I’d Like a Virgin)

– “Coral Cênico Cidadãos Cantantes” e sua fabulosa interpretação de “Pirex” de Itamar Assumpção (conforme realizada no CCPC em 16 de Dezembro de 2009).

INFORME NMS: 9/Dezembro/2009

Posted in informes do NMS on fevereiro 17, 2010 by ti

Reflexões:

Há de fato um ou mais grupos cujos círculos internos e bem estruturados são capazes de manipular secretamente os rumos da política e economia mundiais?

Todos já ouviram falar do Mito Iluminatti, no qual há uma firme e misteriosa hierarquia por trás das firmes hierarquias conhecidas publicamente. Há quem diga que as teorias de conspiração são nada além de teorias, e que loucos e anarquistas estão inclinados a crer em tais bobagens, mas a contraposição mais comum à essa postura seria a do homem livre? Cidadão do mundo? O bem afortunado filho das democracias? E não seriam esses “homens livres”, inevitavelmente, parte da pequena parcela bem sucedida economicamente? Já não estariam então integrados a uma pequena parcela de privilegiados? Ou melhor dizendo: Quem é livre afinal??

Se há uma trama engajada em esconder evidências sobre OVNIS, o Pé Grande, Segredos Sujos de Grandes Coorporações e a Sexualidade Andrógena e Nefasta das Celebridades, isso é certo e não é realmente muito difícil furar essa trama e obter apontamentos “reais”sobre essas evidências. Mas a questão NeoMitoSófica é como interpretar as metáforas presentes nesses símbolos… quer dizer, não é realmente surpreendente que haja uma pirâmide na nota de um dolar: a pirâmide, enquanto signo da hierarquia, é a base na qual está fundamentada todo o liberalismo capitalista; assim como também não é realmente surpreendente que haja uma cúpula poderosa determinada a manipular a razão coletiva de um ou mais povos afim de preservar seu poder. Criar ilusões e manipular massas tem sido um truque vulgar bem sucedido há bastante tempo… Mas a pergunta que mais nos intriga é: Será preciso, para desfazer esse ilusionismo, observá-lo com mais precisão e rigor? Ou seria melhor simplesmente ignorar o circo todo? Mas ignorar não é o que a maioria têm feito desesperadamente? Nós do NMS temos aflição de  ignorar as coisas… preferimos ser obcecados e conspiratórios a ignorar alguma força que nos manipule.

Citações:

Alguns exemplos de Organizações Secretas nos Quadrinhos: Xeque Mate; OMEC; S.O.M.B.R.A. (DC Comics). S.H.I.E.L.D., E.S.P.A.D.A., A.R.M.A.D.U.R.A. (Marvel Comics), B.P.D.P. (Dark Horse), etc.

Alguns exemplos de Organizações Secretas Não Ficcionais: Maçonaria, Templários, Ordem de São Dumas, Fraternidade Rosa Cruz, AMORC, Clube do Inferno (sim, ele existiu fora dos gibis do X-Men…), etc.

E para aqueles dispostos a descobrir como organizações bem reais manipulam o senso de realidade, recomendamos o exercício de pesquisa sobre os seguintes temas:

– O surgimento dos governos e das nações;

– A origem da ONU e da OMC (e como ambas organizações estão relacionadas) bem como o surgimento da CIA, KGB, Scotland Yard, MOSSAD;

– O que foi a THULE e a AHNENERBE?

& ainda:

– “The Black Veil”, Michelle Balanger; e como a subcultura do vampirismo se relaciona com o desaparecimento da jornalista Susan Walsh em N. Jersey 1996?

– Como se relacionam Grigori Rasputim e a família Romanov?

Por fim, para desopilar o fígado dessa pesquisa opressiva de manipulação social reomendamos as canções:

Batedores (Resistindo ao Arrastão Global) do Mundo Livre S/A.

PROCEDÊNCIA CD do Planet Hemp, cuja letra segue abaixo:

Venha ver um novo parque de diversão
Nele há brinquedos q aumentam a percepção
Visão privilegiada, aumento da consciência,
E o nome desse aqui é: Pergunte a Procedência:
Dinheiro do patrão,
Armas e Munição,
Tortura da Programação,
Concessão de Rádio e Televisão

Pergunte a Procedência do aumento da condução,
Pergunte a Procedência do aumento do mercado,
Pergunte a Procedência dos juros extorcivos,
Pergunte a Procedência das séries de inflação,
Certeza de não punição
Filho da Puta que concorre a eleição
Tá abusando da minha nação!

Imobilidade NACIONAL

De acordo com o Presidente da Associação Brasileira dos Agentes da Polícia Federal, uma entidade não-oficial denominada de COMANDO DELTA,definida por ele próprio como fábrica de presidentes, atua no controle total do sistema brasileiro,
Tendo inclusive realizado uma reunião para a escolha de Fernando Henrique Cardoso.

Esta entidade é formada pelos homens mais poderosos do país. Como grandes donos de redes de Televisão, Grande Jornais, Instituições financeiras, Indústria Farmacêutica, empreeiteiras, entre outras áreas de influências,
Que se perguntados sobre o assunto, ironizarão e negarão até o fim a sua existência.

Informe NMS 2/Dezembro/2009

Posted in informes do NMS on dezembro 17, 2009 by gruponms

Reflexões:

Desde o último encontro de Outubro, resolvemos intensificar o mergulho no mundo das animações.

Com a participação de camaradas presentes no CCPC (salve Chiquinho!) tivemos uma série de novas indicações no campo das Animações de Excelente qualidade, porém desvinculadas das grandes produtoras ou dos grandes estúdios de Hollywood. Isso nos levou, ainda linkados à pauta da Evolução Social nos Grandes Centros Urbanos, à discussão: “Qual o Valor Prático do Boicote enquanto estratégia de convívio social?”.

É claro que nós aqui no NMS somos como os camarões do Distrito 9, reviramos o lixo e consumimos toda sorte de material que nos surgir pela frente (com o objetivo utópico de voltar pra casa?), até porque a livre apropriação desses ícones teoricamente pertencentes à grandes estúdios ou grandes coorporações de entretenimento nos parece a forma de rebeldia mais ativamente eficaz no que diz respeito ao enfraquecimento de sua imagem enquanto propriedade privada. Mas no encontro de hoje nos perguntamos: Quando a Recusa é a melhor estratégia? Chiquinho trouxe a pauta sob a óptica da preocupação de um pai em relação ao consumo midiático de uma criança… então passamos a especular que tipo de mensagens podem estar implícitas ou explícitas  – patentes ou latentes – nas animações de grandes estúdios… principalmente a Disney.

Dessa discussão surgirá um artigo entitulado: “Doutrinas Subliminares: O submundo da dominação/manipulação cultural animada“… esperamos poder publicá-lo aqui mesmo no blog no ano que vem. Para fazer essa discussão nos baseamos em cenas de mensagens subliminares flagradas em vários Desenhos da Disney, como Rei Leão, Hércules, Bernardo e Bianca, Pocahontas entre outros. É certo que repudiamos a carga cristã duramente moralista que geralmente denuncia essa “influência satânica” nos desenhos Disney… e não é um absurdo encontrar elementos de cultura européia pagã pré-cristã nessas histórias dado o fato de que a Disney não criou de fato nem menos que a minoria desses desenhos clássicos, sendo a maioria deles releituras de Contos de Fadas, obras radicais cujo teor é extrememente visceral, violento e por que não dizer, sexual, indo dos Irmãos Grimm à Lewis Carol… MAS é impossível simplesmente ignorar uma carga intensa de mensagens  – de fato subliminares – principalmente voltadas para a idéia de Erotização da Imagem. Se a Disney é uma espécie de Coorporação-Seita de velhos Maçons-Satanistas-Pedófilos-Criogenados, isso não dá pra saber, mas concluímos, sem muito esforço, que a erotização vem sendo uma das, senão a principal, estratégia publicitária de aquecimento do impulso consumista subjetivo que impele as pessoas à sustentação do esquema capitalista selvagem em que vivemos. E nada mais óbvio do que educar as novas gerações ao crescimento nesse paradigma desde o berço…

Enfim, apesar da nossa postura de absorver indiscriminadamente todo tipo de material, apoiamos todo repúdio a Mega-Coorporações escrotas e seus asseclas&putinhas. Nosso compromisso é divulgar&propagar material de qualidade que esteja fora desse hall espetacular (veja as citações abaixo). E aproveitamos o contexto da discussão “Erotização da Imagem X Prostituição Pessoal para a Construção de uma Imagem Coorporativa” para divulgar uma breve nota de lamentação e pesar em relação aos novos “rumos comerciais” tomados por Mano Brown e os Racionais MC’s… “O bom guerreiro não gela, não agrada o injusto e não amarela…” ou, muito mais apropriadamente, relembrando outra vez o + do que nunca saudoso Sabotage: “Há essas horas, nem vem com historinhas e glórias ou seja, histórias e glórias que não estão na memória; eu deixo um salve das ruas da Sul para a sua ladrão: é que o dinheiro nunca compre a sua postura então…

Citações:

Primeiramente Ótimas animações Altamente recomendadas pelo NMS:

A Profecia dos Sapos (França 2003)

Kiriku e a Feiticeira (1998)

Kiriku e o Reino dos Animais (2005)

As Aventuras de Azur e Asmar (França 2006)

Segundamente propomos duas comparações entre obras:

– “Cinderela” (clássico da disney) com “Gata Borralheira” (Conto de Fadas pré-Clásico dos irmãos Grimm)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cinderela

– Simba (de “O Rei Leão” Disney 1994) e “Kimba o Leão Branco” de Osamu Tezuka (criado inicialmente em Mangá em 1950 virando então série animada nos anos 60).

E ainda:

Filmes:

Le haine (1995) de Mathieu Kassowitz:  Conflito com a polícia na periferia de paris.

Os Estados Unidos contra John Lennon (2006): Documentário sobre a perseguição política sofrida por Lennon durante seus anos morando em N.Y.

Distrito 9 (2009): Alienígenas e segregação social em excelente filme de ficção científica.

Livros:

– “A Sociedade do Espetáculo” – Guy Debord (mais uma vez citado por aqui).

– “Televisionários: A História da Facção Exército Vermelho, mais conhecido (por engano) como grupo Baader Meinhof” – Tom Vague

Musica:

– “No Brooklin“, Sabotage. Do Álbum “Rap é Compromisso” (2001)

Informe NMS de 25/11/09

Posted in informes do NMS on dezembro 1, 2009 by gruponms

Na semana passada (18/11/09) o encontro foi suspenso.

Reflexões:

– Retomamos a discução sobre os 7 selos, 7 entropias, 7 arautos do apocalipse… Seguindo pelos caminhos que levam ao lugar onde idéias se tornam vivas e ativas, engendramos em um mundo, onde o curupira, o saci, o minotauro são tão reais quanto o vento, ou um pássaro. Um mundo que intuimos e sentimos como sendo a possibilidade de ampliar os limites de nossa vã e superficial percepção e interpretação do mundo. Lá encontramos ninfas, semi-deuses, lendas, entidades, mortos-vivos, mutantes, antigas e novas mitologias; estes personagens/personificações são apenas arquétipos dos seres que abitam a fantasia.

Mas além dos seres, temos também arquétipos de idéias; tendo os oráculos como os arquétipos de idéias mais populares hoje em dia, como: as cartas do tarô, o i-ching, as runas, os búzios, e por que não a astrologia, leitura de aura, de mão… Sabemos que o funcionamento desses oráculos depende principalmente da intenção do leitor em questão, intenção esta que pode variar entre: cético, semicético que associa os arquétipos com uma realidade conhecida, aquele que acredita mas não tenta convencer ninguém e aquele que acredita e doutrina os outros.

Será que estes oráculos são funcionais? Será que as interpretações dos mesmos nos ajudam de uma forma que nenhuma outra coisa poderia ajudar? Será que eles são universais no que se refere às várias épocas? Será que as idéias podem se tornar reais através de uma intenção específica?

Citações:

-The Profunddis – animação longa metragem de Michelano Prado sobre baleias e música.

Animações longa metragens de Michel Ocelot:

1 -“Principi e Princepesse” – Principe e Princesas

2-Kirikou e a Feiticeira

3-Kirikou e o Reino dos Animais

4-As Aventuras de Arzul e Asmar

5-Profecia dos sapos

– Mary and Max – animação longa metragem em stop motion de massinha sobre a loucura e normalidade

-Terra X – Série distópica que revê o mundo clássic de HQs da Marvel

-Uatu – O Guardião – “apresentador” das HQs da série “What if” da Marvel, onde os personagens são submetidos a situações normalmente inusitadas, que não poderiam acontecer no universo “normal” de suas dimensões.

-Chemical Wedding – Filme sobre o escritor ocultista Aleister Crowley